Preparatório para Concurso de Prático

Carga Horária: 
280 Horas
Duração : 
180 Dias

A Praticagem é responsável por todos os investimentos em compra de embarcações e outros equipamentos necessários à operação, todas as despesas de manutenção e a folha de pagamento dos funcionários, além de todos os tributos comuns a qualquer atividade de prestação de serviços. Os Práticos não recebem salários e correspondentes encargos, pois não são empregados, e sim sócios. Recebem um pro labore de cerca de 30 Salários Mínimos e, como em qualquer outra atividade similar, auferem eventuais lucros ou cobrem prejuízos que venham a ocorrer.
As exigências para o exercício da profissão incluem proficiência em idioma inglês, conhecimento em navegação, além de formação superior e disputa acirrada em processo seletivo conduzido pela Autoridade Marítima Brasileira (Marinha do Brasil). Depois de habilitados, por força de acordos internacionais dos quais o Brasil é signatário, a cada cinco anos, os Práticos são submetidos a um curso de reciclagem, para renovação de seus certificados.
A Praticagem contribui diretamente para que as cargas cheguem e saiam dos portos nos navios com segurança, reduzindo o valor dos seguros. Os preços cobrados pelo serviço resultam de livre negociação com os usuários do serviço e são compatíveis aos praticados nos grandes portos internacionais, ao contrário do argumento de alguns armadores. Trata-se de uma atividade exercida com reconhecida eficiência pela comunidade marítima, essencial para a segurança da vida humana, das comunidades, do porto, das embarcações e do meio-ambiente e que representa apenas 0,07% das despesas do exportador.  

Programa: 

1.    Manobrabilidade do Navio
    1.1.    Hidrodinâmica
        1.1.1.    Introdução a hidrodinâmica
        1.1.2.    Sólidos X Fluídos
            1.1.2.1.    Massa específica
            1.1.2.2.    Peso específico
            1.1.2.3.    Densidade relativa
        1.1.3.    Conceitos de hidrostática
        1.1.4.    Conceitos de hidrodinâmica
        1.1.5.    Aplicações práticas de grupamentos
        1.1.6.    Resistência ao avanço
        1.1.7.    Bulbos
        1.1.8.    Propulsores
        1.1.9.    Controle de navio
        1.1.10.    Classificação das embarcações rápidas
        1.1.11.    Hélices
        1.1.12.    Controles do sistema Voith Schneider
    1.2.    Controlabilidade
        1.2.1.    Manobra da embarcação
        1.2.2.    Course keeping abilty
        1.2.3.    Maneuverability
        1.2.4.    Stability
        1.2.5.    Tipos de estabilidade
        1.2.6.    Aceleração
        1.2.7.    Crash stop
        1.2.8.    Efeitos e características da máquina
        1.2.9.    Coasting
        1.2.10.    Ventos
        1.2.11.    Guinadas provocadas pelo vento
        1.2.12.    Ondas

2.    Arte Naval
    2.1.    O Navio Como Equipamento 
        2.1.1.    Características do navio
        2.1.2.    Características do Navio
        2.1.3.    Tipos de Navio
        2.1.4.    Carga
        2.1.5.    Personagens de Shipping
        2.1.6.    Registro de Navios 
        2.1.7.    Estivagem
        2.1.8.    Container
    2.2.    Classificação de Navio 
        2.2.1.    Navios de Guerra
        2.2.2.    Navios de Guerra
        2.2.3.    Navios de Cimento Armado
        2.2.4.    Navios Mercantes:
            2.2.4.1.    Cargueiros
            2.2.4.2.    Petroleiros
        2.2.5.    Classificação quanto a águas que navegam 
        2.2.6.    Sistema de Construção
        2.2.7.    Navios de Propulsão Nuclear
        2.2.8.    Aerobarcos
    2.3.    Nomenclatura do Navio
        2.3.1.    Embarcação e navio
        2.3.2.    Casco
        2.3.3.    Proa
        2.3.4.    Popa
        2.3.5.    Bordos
        2.3.6.    Meia nau
        2.3.7.    Revestimento do navio
        2.3.8.    Estrutura dos cascos
        2.3.9.    Seção C
        2.3.10.    Seção D
        2.3.11.    Seção E
        2.3.12.    Seção F
        2.3.13.    Seção G
        2.3.14.    Seção H
        2.3.15.    Seção J
    2.4.    Poleame  
        2.4.1.    Aparelhos de Laborar
        2.4.2.    Acessórios
    2.5.    Trabalho de Marinheiro e Cabos 
        2.5.1.    Cabos
        2.5.2.    Lubrificação
        2.5.3.    Tipos de Nó
    2.6.    Rebocadores
        2.6.1.    Arranjo Geral e Plano de Linhas;
        2.6.2.    Elementos Característicos;
        2.6.3.    Avaliação das Embarcações;
            2.6.3.1.    Classificadas x Certificadas;
            2.6.3.2.    Tipos de Rebocadores;
                2.6.3.2.1.    Convencionais;
                2.6.3.2.2.    Tratores;
                2.6.3.2.3.    Azimutais tipo ASD;
                2.6.3.3.    Certificados Necessários para operação;
        2.6.4.    Performance das Tecnologias; 
        2.6.5.    Teste de Bollard Pull;
        2.6.6.    Armadores Nacionais;
        2.6.7.    Novas Tendências;

3.    Navegação em águas restritas
    3.1.    Navegação 
        3.1.1.    Instrumentos da Navegação
        3.1.2.    Navegação de segurança
        3.1.3.    Marés
        3.1.4.    Radar
        3.1.5.    Fenômenos meteorológicos
        3.1.6.    Manobra do navio

4.    Planejamento da Navegação 
    4.1.    Passage planning
    4.2.    Planejamento
        4.2.1.    Executing the plan
        4.2.2.    Bridge preparation
        4.2.3.    Monitoring the ship’s progress
        4.2.4.    Teamwork
        4.2.5.    Navigating with a pilot on boad
        4.2.6.    Automation of bridge systems

5.    Cinemática
    5.1.    Vetores
    5.2.    ARPA
    5.3.    Radar

6.    Legislação e regulamentação
    6.1.    NORMAM 08 - Normas da Autoridade Marítima para o tráfego e permanência em águas sob jurisdição Nacional;
    6.2.    NORMAM 09 - Lei 2.180 IACN;
    6.3.    NORMAM 12 - Normas para Autoridade Marítima para o serviço de Praticagem;
    6.4.    Lesta e Relesta - Lei de Segurança do Tráfego Aquaviário e o Decreto Regulamentador.
    6.5.    NORMAM 01 - Borda Livre e estabilidade intacta - Cap. 7 das Normas da Autoridade Marítima para embarcações empregadas na
    navegação interior.
    6.6.    NORMAM 02 - Regras para evitar albaroamento - Navegação inteiror - Cap. 11 das Normas da Autoridade Marítima para embarcações     empregadas na navegação interior

7.    Meteorologia e oceanografia
    7.1.    Meteorologia
        7.1.1.    Introdução a meteorologia
        7.1.2.    Evolução da meteorologia
        7.1.3.    Elementos meteorológicos
        7.1.4.    Movimentos atmosféricos → Sistemas que produzem o tempo
            7.1.4.1.    Sua origem
            7.1.4.2.    Escala espacial e temporal
        7.1.5.    Distribuição média dos sistemas de pressão e vento à superfície
        7.1.6.    Massas de ar e Frentes
        7.1.7.    Ferramentas
            7.1.7.1.    Cartas sinóticas
            7.1.7.2.    Imagens e campos de modelagem
    7.2.    Oceanografia
        7.2.1.    Correntes oceânicas
        7.2.2.    Correntes costeiras
        7.2.3.    Ondas

8.    Comunicações
    8.1.    Uso das Comunicações no Serviço Móvel Marítimo;
    8.2.    Cerimonial Marítimo ;
    8.3.    Sinais de uma letra, por bandeiras alfabéticas, içadas isoladamente ou com utilização de cornetas substitutas e galhardetes numéricos ;
    8.4.    Sinais de perigo prescritos no anexo IV do RIPEAM, conforme a Regra 37;
    8.5.    Operação radiotelefônica (VHF/SSB/GMDSS) ;
    8.6.    Procedimentos radiotelefônicos: recepção e transmissão de mensagens de salvamento;
    8.7.    Procedimentos para transmissão das mensagens de socorro com o uso das tabelas 1, 2 e 3 do CIS;
    8.8.    Prática do CIS - Codificação e decodificação de mensagens incluindo SEÇÃO GERAL; 
    8.9.    Vocabulário padrão de navegação marítima.

9.    Inglês técnico
    9.1.    Inglês Técnico
    9.2.    Alfabeto Fonético
    9.3.    Termos e Expressões 
    9.4.    Números
    9.5.    Praticagem
        9.5.1.    Requisição de prático
        9.5.2.    Embarque de prático
        9.5.3.    Requisição de rebocadores
    9.6.    O prático no passadiço
        9.6.1.    Vozes de Comando – Governo (leme e máquinas) 
        9.6.2.    Propulsão
        9.6.3.    Manobra
        9.6.4.    Radar
        9.6.5.    Calado
        9.6.6.    Fundeio
        9.6.7.    Assistência de Rebocadores
        9.6.8.    Atracação e Desatracação
    9.7.    Passagem de Informações
        9.7.1.    Posição, movimento e calado 
        9.7.2.    Tráfego na área
        9.7.3.    Status de Equipamentos de Auxílio à Navegação
        9.7.4.    Condições Meteorológicas
        9.7.5.    Trim, Banda e Estabilidade
    9.8.    Comunicações de Segurança
        9.8.1.    Condições Meteorológicas 
        9.8.2.    Visibilidade Restrita
        9.8.3.    Mensagens Padrão
    9.9.    Tráfego
        9.9.1.    Informações de Rotina 
        9.9.2.    Posição
        9.9.3.    Evitando Situações Perigosas e realizando Manobras Seguras

Ferramentas Pedagógicas: 

Este é um curso à distância, totalmente em vídeos aulas pela internet, utilizando o que há de mais moderno em tecnologia de ensino no Brasil. 
- Aulas focadas na prática com apoio pedagógico pela internet;
- No seu ritmo e no horário que você preferir; 
- Interação com outros profissionais da sua área.

Nossas ferramentas pedagógicas permitem a interatividade do aluno com os conteúdos, tutor e os colegas de turma, permitindo uma aprendizagem colaborativa:

•Vídeo Aulas
•Material Didático
•Fóruns
•Exercícios
•Tutor
•Chat

até 10x sem juros (Cartão ou Cheque):
10x R$ 205,00.
até 18x com juros (Cartão ou Cheque):
18x R$ 129,74.

R$ 1.680,00
até 3x sem juros (Boleto ou Cheque):
3x R$ 560,00.

R$ 1.480,00
Á vista (Boleto ou Depósito).

Fale conosco: cursos@dla.com.br.

Investimento: 
R$ 2 050.00